Santander queermuseo – histeria coletiva

Não entendi a histeria causada pela exposição do Santander.

Concordo que a lei Rouanet é péssima sob qualquer olhar e mais quando se desconfia com boa razão que um governo quis comprar com isso a opinião da turma mais barulhenta e aparecida que existe.

Concordo que a arte contemporânea é autocomplacente e falta de critérios a ponto de irritar.

Concordo que o tema “diversidade LGBT” para uma exposição de arte é chato bobo e sexista.

Concordo que o Santander quis dar uma de engajado e moderninho. (e o tiro saiu pela culatra)

Concordo que escandalizar é expediente fácil entre artistas como recurso para chamar a atenção.

Mas pera lá. Toda essa celeuma por que entre dezenas de quadros expostos tem dois ou três  que poderiam ser considerados ofensivos.  Hora, goste ou não arte é isso. Iconoclastia, critica social com ou sem razão, sexo e religião, escandalizar,  romper com dogmas sociais são clássicas matérias primas da arte. De não ser assim todos os artistas estariam pintando flores e bodegões.

Foi xilique.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *