A cor do vinho – 2

Um vinho tinto provém de uma uva tinta; um vinho branco provém de uma uva branca, e um vinho rosado, portanto, provém de uma uva rosada. Por estranho que possa parecer aos iniciados, sim, pode ser assim. Por estranho que possa parecer aos neófitos, não tem nada a ver uma coisa com outra.

Na teoria, o que manda é a vinificação, ou seja, a forma de fazer o vinho. O método produtivo é que determinará sua cor. A uva, ou a lei, acaba por ser questão secundária.

Portanto, para entender a questão das cores, temos de entender como se faz vinho, como se vinifica. Daí, e sabendo onde está a cor do vinho, o resto é fácil.

O vinho se faz assim: Pegue uvas tintas, amasse-as, jogue tudo num recipiente qualquer, espere que fermente. Quando a fermentação acabar, você já terá vinho. Alguém dirá que estou exagerando. Não. É só isso. Se você fizer isso em sua casa, obterá vinho. Será um vinho horrível, mas será vinho.

O vinho que você obteve nesse momento está cheio de cascas de uva e será difícil bebê-lo. Portanto, antes de bebê-lo você o coa.

A cor do da uva está em sua
casca, e é pelo contato da casca com o suco que o suco pinta. Dependendo de quando você coa, ou seja, de quanto tempo você deixa a casca em contato com o suco, o mesmo ficará mais ou menos pintado.

Vejamos nosso vinho caseiro: coamos o vinho no fim do processo, a casca ficou muito tempo com o suco, inclusive durante a fermentação. O suco estará bem pintado, é um vinho tinto.

Repetimos a experiência, mas dessa vez coamos o suco no meio da fermentação. Obteremos um vinho mais claro, um clarete.

Repetimos a experiência, mas agora coamos o suco antes da fermentação. Obteremos um rosado.

Repetimos a operação, mas desta vez, em lugar de amassar as uvas grosseiramente, revolvendo tudo, colocamos tudo no coador e exercemos uma suave pressão sobre as uvas, para que o suco saia por baixo do coador imediatamente, e sem se misturar com as cascas. Obteremos vinho branco.

O resto é mera dedução.

Oremus.

Posso fazer vinho tinto exclusivamente com uva branca?

Não. A casca da uva branca não tem cor, e, portanto, dá na mesma, para esse efeito, deixá-la ou não em contato com o suco.

Posso fazer vinho tinto com uvas brancas?

Pode. Basta conseguir um punhado de cascas de uva tinta, que é onde está a cor, e misturá-las com o suco da uva branca, ainda que isso não seja nada usual.

Posso fazer um vinho rosado misturando vinhos tintos com brancos?

Pode, mas em alguns países isso não é “legal”.

Existem então vinhos brancos feitos de uva tinta?

Sim.

Então existem tamb
ém as uvas rosadas?

Sim, existem, são poucas e fruto de cruzamentos modernos.

É possível vinho rosado de uva rosada?

Sim, é possível, mas nada usual.

É possível provocar uma cor mais escura no vinho, mais além do que se consegue deixando a casca com o suco até o fim do processo?

Sim: durante a fermentação, mexa bem com uma colher.

Negatio

Alguém pensará: quando acreditava que pisava chão, descobri que qualquer vinho pode ser feito de qualquer uva, e a única diferença em. Brancos é a cor.

O texto acima começava assim: “Na teoria…”

Mas, como na prática a teoria é outra, vamos à prática.

Na prática, os vinhos tintos são feito de uvas tintas; os vinhos rosados, de tintas ou tintas e brancas; e os brancos, de uvas brancas. As uvas tintas e as uvas brancas têm sabores diferentes, e, ao fazer vinho de umas ou outras o que se tenta é conseguir o melhor de cada uma individualmente. Isso não aconteceria se estivéssemos misturando cascas com sucos de uvas diferentes.

Citar a uva rosada é uma mera anedota. São poucas as uvas que são consideradas rosadas, e – até onde sei – não são viníferas. O vinho rosado sempre foi feito com uva tinta ou tinta e branca; portanto, o vinho tinto é fruto da uva tinta, o vinho branco é fruto da uva branca, e o rosado é fruto de uma vinificação, de uma mistura, ou é mesmo um tinto clarinho, como se entenda.

a cor do vinho

 

Faça parte do nosso clube: vinhos selecionados por uma rede mundial de especialistas, entregues na porta de sua casa, por preços até 40% abaixo dos praticados no mercado! Associe-se!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *