África do Sul

A lei e classificação dos vinhos na África do Sul é bastante simplificada e pouco limitante, deixando os vinicultores bem livres para plantar e cortar como quiserem. Isso não quer dizer que não haja um controle rigoroso sobre a produção. Ao contrário: na África do Sul, existe um organismo responsável por provar e aprovar a maioria dos vinhos lá produzidos e a totalidade dos que serão exportados. Esse organismo, a Wine and Spirits Board, é também responsável pelaregulamentação das africa do sul[origens, que são: Constantina, Douglas, Durbanville, Fransschooek, Klein, Karoo, Olifants River, Orange River, Overberg/Walker, Bay/Elgin, Paarl, Robertson, Stellenbosh, Swartland, Swellendam, Tulbagh, Worcester. São uvas ou lugares?

Um vinho de uma de nossas seleções passadas é de Paarl, região de clima similar ao Mediterrâneo: cálido, com verões quentes e secos, e invernos frios e úmidos. Ainda que,no passado, fossem típicos dessa região os vinhos doces, hoje ela vem mostrando talento para os secos de qualidade, fato que foi percebido pelo produtor Walter Finlayson, que lá fundou a Glen Carlou, em 1985, para transformar-se numa das mais reputadas vinherias do país.

 

Faça parte do nosso clube: vinhos selecionados por uma rede mundial de especialistas, entregues na porta de sua casa, por preços até 40% abaixo dos praticados no mercado! Associe-se!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *