Maceração carbônica

Vinhos de maceração – aqueles cuja fermentação do mosto (suco da uva) acontece junto com o bagaço. Ou seja, a uva fermenta inteira – mosto e bagaço não são sequer separados –, sem ser prensada, num processo de fermentação intracelular em ambiente carbônico que dispensa a levedura. Vai ser prensada depois da fermentação.

Mas, paremos por aqui com descrições de processos estranhos! Vamos logo para as consequências desse processo no sabor: menos acidez, menos extração de polifenóis, desenvolvimento de aromas de fermentação complexos, aumento do aroma e obtenção de vinhos leves que preservam melhor os aromas primários, ou seja, os próprios da fruta.

Entretanto, não são só vantagens que encontramos, pois o vinho de maceração carbônica aceita muito mal o envelhecimento, e, por isso, esse processo é usado somente para vinhos jovens e que devem ser consumidos logo. Portanto, vamos beber o nosso o quanto antes!

 

Faça parte do nosso clube: vinhos selecionados por uma rede mundial de especialistas, entregues na porta de sua casa, por preços até 40% abaixo dos praticados no mercado! Associe-se!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *